sábado, 28 de janeiro de 2017

O Ciclo das 13 Luas Sagradas





É! 2017 chegou e um novo ciclo inicia no Outono. Neste período estamos colhendo o que plantamos no ciclo anterior (promessas, trabalho, desejos, ações, metas), começamos a planejar o próximo ciclo, primeiro em pensamento e depois em ações, para, novamente, colher o que plantamos. A vida é cíclica e se repete, e, por isso, devemos aproveitar ao máximo e planejá-la para não perdermos tempo.

Eu gosto de fazer uma leitura de tarot para esse ciclo. Gosto de usar as diferentes energias da Lua mês a mês.

Cada ciclo lunar tem uma energia e magia diferentes para si mesmo. Há tantos nomes para as diferentes luas Cheias em diferentes culturas e regiões. Essa leitura incorpora cada umas das luas Cheias novas para os próximos 13 ciclos. Esta leitura de tarot não se baseia no calendário normal que nos habituamos em nosso cotidiano, ela segue um ciclo lunar de 28 dias (lua nova à minguante) e as estações, estando assim em conexão com a mulher.

Entre em contato comigo para agendar sua leitura. Ela é realizada no final de fevereiro e início de março.


Instagram: @ateliermandalii
Whats: (51) 9 8148-6783

domingo, 1 de janeiro de 2017

Leitura de Tarot Mandala das 13 Luas

 
 
 
Mandala das 13 Luas


O Sagrado Feminino. Conexão com a Mãe Terra, nossa sabedoria ancestral, com o feminino, natureza primordial e essencial do ser.


A Lua


Considerada por várias tradições e culturas como o símbolo celeste do princípio feminino, a Lua era a própria Mãe Divina, mediadora reagindo às energias do Sol e da Terra e ocasionando entre nós os ciclos de transformações naturais, biológicas e humanas.

O padrão rítmico da Lua foi o modelo primordial dos calendários em uso pelos povos primitivos e era relacionado ao ciclo menstrual da mulher e ao movimento das marés. Um dos primeiros calendários astrológicos conhecidos foi criado pelos babilônios, baseado no ciclo das lunações e chamado “As casas da Lua”, sendo o zodíaco considerado o cinturão da Deusa Ishtar.

O Ano Novo

O intervalo entre o solstício de inverno e o Ano Novo era celebrado em várias culturas antigas do hemisfério Norte, como os Babilônicos, Romanos e Nórdicos. Nas antigas tradições da Deusa esse intervalo era denominado ”treze noites sagradas”, celebradas apenas por mulheres, com rituais iniciados na lua negra que antecedia o solstício ou na sua véspera, no auge da escuridão. Era um período mágico de recolhimento e fortalecimento feminino, comparável aos mistérios da Lua Negra, ao retiro nas Tendas Vermelhas, às horas misteriosas que antecedem o nascer do Sol, ao momento da morte ou do nascimento. Neste tempo mágico e poderoso “sementes” de novas possibilidades eram semeadas, no silêncio e na introspecção da escuridão.

Mesmo que o nosso dia a dia apressado não nos permita um dia de reclusão, podemos dedicar algumas horas para um curto retiro do mundo real. Apagar luzes, desligar telefones, ficar em silêncio e escuridão, meditando e orando, nos proporciona a atmosfera mágica para refletir sobre o ano que passou e traçar planos futuros.

Perceber nossos conflitos e emoções perturbadoras, mergulhando na quietude natural do nosso espírito é fundamental para descobrirmos a imensa felicidade de simplesmente Ser.






 


A Mandala das 13 Luas

Após rever o passado e descartar aquilo que não nos serve mais, podemos consultar um oráculo e preparar uma lista dos nossos projetos, desejos e aspirações para nossa vida afetiva, profissional e espiritual.


A Mandala das 13 Luas
tem sua leitura ligada ao ciclo de 28 dias da lua (sempre iniciando na Lua Nova), durante 13 lunações (aproximadamente um ano), tendo como base o Calendário Celta. Para representar o limiar de um ciclo para outro, a leitura é realizada na entrada do Outono.

A leitura do tarot usando o método da Mandala das 13 Luas
possibilita uma mudança de energia e um recomeço. Esse recomeço, embora possível a cada instante, é mais perceptível em momentos como estes e então, aproveitamos o seu impulso.

 

Conectar a leitura do Tarot com o Sagrado Feminino nos dá a possibilidade de buscar as raízes mais profundas de nossa ligação com a Mãe Terra. Busca resgatar o conhecimento das nossas ancestrais sobre a natureza e seu poder de cura, cura de todas as formas de vidas.

O tarot não está vinculado à processos místicos, religiosos ou espirituais. Sua leitura requer estudo e dedicação. Não serve para ler o futuro, mas para construí-lo. Serve também como um espelho simbólico de uma estrutura interior, nos auxiliando a ter uma profunda compreensão do nosso ser.

Na Mandala das 13 Luas©, a leitura é feita para um ciclo anual, onde é possível ver a influência do ano, o maior desafio e a energia de cada ciclo (lua).





Na leitura de tarot da Mandala das 13 Luas, a primeira carta é a Lua de Vinho. 


Esse ciclo representa a transição entre o ciclo que passou e novo ciclo, o início do que está por vir. 
Aqui, a lua está associada à cor roxo/tons de vinho. 
É um período de agradecimentos, oferendas, e também, de preocupação e responsabilidade. Com a vinda do Outono, é um período bom para rituais de vidência, para conexão com esse novo ciclo. 


 

A quinta carta é a Lua do Lobo. 
A Lua do Lobo é o Pleno Inverno. Esse é um mês de casa e lar. 
O inverno nos propicia a introspecção, se tornando ideal para fortalecer laços. Época de reunir a família, cozinhar para eles, contar histórias e aquecer o coração. Período ideal para rituais de autoconhecimento.




A nona carta é a Lua da Lebre. 

Também chamada de Lua das Flores, Lua da Noiva e Lua do Amor. Esse ciclo promove o trabalho com as energias femininas, limpeza da mente e do ambiente. Estimula o amor nas relações atuais e futuras. 
Aqui, a lua está associada à cor rosa. 
Próximo ao Verão, é um período excelente para renovar e despertar os fogos do amor. 



 
Agende conosco uma leitura do ciclo anual: ateliermandalii@gmail.com e pague com Pagseguro

www.facebook.com/ateliermandalii